nossas lutas

Legenda da foto: Segunda turma de professores/as indígenas formados pelo curso de Licenciatura Intercultural Indígena do CAA/UFPE. Fonto: Reprodução da divulgação da Ascon UFPE.  AD: Em um palco de madeira, cerca de 30 pessoas posam para uma foto. Algumas estão à frente, de joelhos, e outros, atrás, de pé.  Todos usam camisa polo, que destacam grupos de lilás, azul, amarelo e verde, e adornos como cocar, chapéu e saia de palha, coroa de flores ou pintura branca nos braços e rosto.

NOSSAS CONQUISTAS

  • Professores/as indígenas atuando nas escolas das aldeias;

  • Estadualização das escolas indígenas;

  • Criação do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena;

  • Curso de Licenciatura Intercultural da UFPE/CAA;

  • Curso de Especialização em Educação Decolonial do IF/Floresta;

  • Participação de indígenas em órgãos de gestão das diversas políticas públicas de educação;

  • Elaboração de material didático próprio com apoio de parceiros/as.

CONTINUAMOS EM LUTAS

  • Políticas Públicas que respeite o nosso jeito de fazer educação escolar, considerando a legislação vigente;

  • Reconhecimento, pela Secretaria Estadual de Educação, do nosso currículo;

  • Criação da Categoria professor/a indígena;

  • Concurso público específico para professor/a indígena;

  • Curso permanente de Licenciatura Intercultural na UFPE;

  • Criação de cursos específicos para a juventude indígenas

Fotografia colorida. Em frente a uma tenda amarela e azul uma faixa branca com letras verdes e grandes “CRIAÇÃO DA CATEGORIA DE PROFESSOR INDÍGENA, JÁ! A faixa está suspensa por cordas laterais. Abaixo, um homem indígena de cocar amarelo e branco conversa com uma idosa.